Brazilian Guitars: resgatando a história!

Sabe aquela guitarra encostada no porão da sua casa a décadas, escrito atrás do headstock de forma bem apagada "Made in Brazil"? Saiba que ela pode ter feito história! Vamos aqui relembrar as guitarras brazucas que fizeram história!

terça-feira, 26 de janeiro de 2010

Giannini AE014 e AE08S

Olá amigos. Fiquei uma semana viajando, por isso a falta de postagens nesse blog. Mas agora estou de volta, com novas postagens.

Hoje falarei sobre as guitarras Giannini AE014 e AE08S.

A AE014 era um modelo Double cutway com 2 humbuckers com design totalmente exclusivo e a AE08S era uma strato, uma Stratosonic “melhorada”. Ambas eram inteiriças, provocando um sustain muito bom. Eram as top da Giannini na época, foram lançadas no catálogo 1980. Eram maravilhosas, o “sanduíche” de madeiras deixava as guitarras muito bonitas. Vejam a foto delas no catálogo da Giannini:

Abaixo, a descrição de ambas, tirada do catálogo citado anteriormente:

“-Giannini AE014: guitarra para o músico profissional exigente, braço inteiriço, escala em ébano, 24 trastes largos de alpaca, pestana de latão puro, tarraxas douradas tipo Schaller extremamente precisas e macias, dois captadores humbuckers double coil Mighty Mile, desenho original desenvolvido totalmente no Brasil, cavalete e prende cordas de latão puro, duas opções de codes da madeira: escura (louro preto) e clara (gruximava).

-Giannini AE08S: acabamento fosco natural, sistema de braço inteiriço, captadores extra sensíveis, escala de jacarandá, trastes largos de alpaca, tarraxas tipo Schaller altamente precisas e com ajustes. “

Pelas descrições podemos constatar que eram guitarras top, feitas com madeiras de primeira. Não consegui descobrir até quando foram fabricadas, mas acho que não duraram muito, já que eram guitarras “complexas”, especiais. Ainda se é possível encontrar alguns exemplares por aí, mas são raras.

A seguir, algumas fotos delas.


Giannini AE014 com tampo escuro:


Giannini AE014 com tampo claro:



Giannini AE08S






Até a próxima postagem.

21 comentários:

  1. interessante nme fazia ideia que ela existiam, e inteiriço mais...

    ResponderExcluir
  2. Salve Flavio!
    Essas guitarras sao realmente lindas! Sortudos os que têm uma dessas...
    Fico realmente curioso pra saber o som que devem ter...
    Excelente post, meu amigo!
    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  3. Eu vi uma dessas uma vez lá na teodoro em um Luthier, essa guitarra além de ser bonita tm um ótimo som.

    ResponderExcluir
  4. Amigo, procuro uma das guitarrras similares à AE014 fabricadas pela Giannini, nas cores verde ou vermelha, sendo que a peculiaridade é que eram inteiramente em cada uma das cores, inclusive a escala; lembro que eram vendidas em lojas de departamento, tipo Sears ou Mesbla. Agradeço qualquer informação, um abraço, pedrekal@gmail.com - Renato

    ResponderExcluir
  5. Olá, amigo!
    Não pude deixar de observar que, coincidentemente, as duas AE014 cujas fotos você usou para dissertar sobre as memas, me pertencem. Eu as adquiri pelo Mercado Livre. Possuo também uma AE08s. Já deu pra perceber que sou fã das meninas...Abraços

    ResponderExcluir
  6. tenho uma AE08S totalmente original de 1985, a guitarra tem um som muito bom, pelo fato de ter braço inteiriço possui um ótimo sustain, a única diferença é que a minha tem uma madeira mais escura do que a da foto acima

    ResponderExcluir
  7. Fui um propriotário de um exemplar da AE 014, provavelmente fabricada em 1982, que me aguardou por mais de cinco anos na antiga Musical da Praça Mauá em Santos. Ao vê-la exposta foi amor à primeira vista, mas de tão cara só consegui comprá-la em 1988. Decepção! Conseguiu ser pior que a minha Craviola de 1978. Cordas que escapavam dos rastilhos de latão, captadores (provavelmente Mighty Mite O) sem definição, trastes jumbo sem acabamento. O pior: a escala de 24 trastes desenvolvida por algum especialista na construção de cavaquinho. Lembro-me como se fora hoje deixar a loja com o tão sonhado instrumento acreditando que, trocadas as cordas e regulada, fosse como uma Ibanez Artster, uma Yamaha SG 3000 ou aquela guitarra na capa do último disco do Santana (depois descobri que se tratava da PRS). Cabeça de vento imaginando que a guitarra me aguardara por mais de cinco anos. Um caso de amor recíproco à primeira vista e longo namoro à distância. Que nada: a guitarra ficou pendurada na loja pelo simples fato de não prestar; apesar de a Giannini sugerir o preço de uma Top de linha. Enfim, essa guitarra serve como exemplo da imoral postura daquela que era a maior empresa de instrumentos nacionais. Total desrespeito ao consumidor por conta da proibição de importações e pelas leis de proteção dadas aos empresários na época da ditadura militar. A vida ainda não fez justiça à Giannini: ELA AINDA EXISTE.

    Lembro aos mais novos que essa "indústria" produzia encordoamentos para guitarristas com bolinhas ("ball end string") plásticas. Gritavam adeus na primeira puxada! Aliás, o encordoamento da "Tranquillo Gianini" azulava após alguns minutos de contato com as nossas mãos. Por nossas: digo de qualquer um. Pessoal, com todo o respeito aos admiradores da marca, A GIANINI NUNCA FABRICOU NADA QUE VERDADEIRAMENTE PRESTASSE POR UM PREÇO HONESTO!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na verdade vc como muitos deram azar, creio
      que de 100 guitarras produzidas a Giannini
      acertava umas 5.Tive uma SG custom Gibson
      1968.ok..dava pau na giannini SG..mas só no
      acabamento,Realmente a Giannini não respeitava os consumidores no geral

      Excluir
    2. A minha AE014, que comprei há uns 2 anos por R$ 500, tinha todos os erros de projeto apontados por vc mas compensou, e muito, repará-los. Meu trabalho: 'emagreci' o braço em 3,5mm; troquei (por JD 6100) e realinhei os trastes e equilibrei o design do headstock. Tudo isso sem descaracterizar o instrumento. Os caps Mighty Mite mão me agradam por serem cerâmicos e foram substituídos por Cabrera Rock Pro e Classic 2. Na boa, quem toca não quer largar, devido ao timbre molhadinho e um sustain quase infinito. Custo total das tunagens: R$ 600. Não tá bom pra ficar com uma guita top?

      Excluir
  8. dando uma breve ressuscitada no tópico, mas quanto é que vale uma giannini Ae08s vintage, com roller nut, feita uma troca de trastes recente e etc?
    tao querendo trocar numa cort x6 minha, nao sei se é negócio, se to pegando ela cara, barata, ou ta na media..

    ResponderExcluir
  9. olá tenho uma igual a essa ,tenho 13 anos, estou aprendendo a tocar com essa guitarra pois ela é maravilhosa, esta com algumas imperfeiçoes e é envelhecida naturalmente com todas as peças originais, ganhei do meu pai, ele tinha uma banda.mas a minha nao tem essa faixa preta no meio, a dela é um bege mais escuro

    ResponderExcluir
  10. Bom dia amigo, tenho uma Gianinni AE014 tampo escuro igual a da foto, e estou restaurando. poderia me fazer um favor , se possível tirar uma foto de perto do logotipo do braço para que eu possa mandar fazer uma tela de silk para voltar ela ao original. fico muito agradecido. meu contato é rodrigo@gongel.com.br abraços

    ResponderExcluir
  11. Olá amigos, gostei muto do conteúdo de blog de vcs... Depois deem uma olhada no blog que eu estou começando... Sobre instrumentos GIANNINI.

    amantesdegiannini.blogspot.com

    abs!!!

    ResponderExcluir
  12. Parabéns pelo post;

    Comprei recentemente um corpo da AE-014 todo detonado e com o corpo descolando. Meu amigo luthier Gianfranco Fiorini de Belo Horizonte conseguiu ressuscitar a guitarra, deu um verniz e aplicou trastes Dunlop Jumbo.

    Montei captadores Seymour Duncan (Alnico ProII no Bridge e Jazz Model no neck) Com push-pull nos pots, para trabalharem opcionalmente como single coil.

    Ponte e tarraxas originais da Gibson.

    Além da sustentação e do timbre forte (que é potencializado pela captação), o conforto desta guitarra para tocar não tem igual.

    Sinto falta do tempo em que era possível comprar guitarras de excelente qualidade feitas no Brasil.

    Sei que não troco esta guitarra por nenhuma outra "nova".

    Abs,

    Jupiacir

    ResponderExcluir
  13. Alguém sabe onde encontro um baixo Giannini AE014b para comprar?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Irmão na Teodoro Sampaio vai lah na galeria 763 na loja 16 fala com o romeu peguei minha ae08s lah q menos de uma semana raridades vc encontra lah e em exelebte estado de conservaçao

      Excluir
  14. tenho uma Gianinni SG anos 8- profissional line modelo exportação. preta quero vender, quem estiver interessado meu email para contato: luperciotramos@ig.com.br

    ResponderExcluir
  15. Eu tenho uma AE014 q comprei de um amigo há uns anos atrás. Dei uma boa reformada e hoje tá tinindo. Curto mto o som único dela, e tem um puta sustain!

    ResponderExcluir
  16. Eu tenho uma AE014 q comprei de um amigo há uns anos atrás. Dei uma boa reformada e hoje tá tinindo. Curto mto o som único dela, e tem um puta sustain!

    ResponderExcluir
  17. Coleciono guitarras Giannini e digo que músicos estrangeiros gostam da marca. Não tenho a 14 mas tenho a 08s tenho a trilogy plus que na minha opinião não existe melhor.

    ResponderExcluir
  18. telasmosquiteira-sp.com.br

    telas mosquiteira
    telas mosquiteiro

    As telas mosquiteira sp , telas mosquiteiro sp garantem ar puro por toda casa livrando-a completamente dos mosquitos e insetos indesejáveis. As telas mosquiteira garantem um sono tranquilo a toda família, livrando e protegendo-nas dos mais diversos insetos. Muitos destes insetos são transmissores de doenças e a tela mosquiteira é indispensável no combate a mosquitos transmissores de doenças.

    A dengue, por exemplo, já matou centenas de pessoas só na capital de São Paulo e um pequeno investimento em nossas telas mosquiteiras podem salvar vidas. As telas mosquiteiras também impedem a entrada de insetos peçonhentos como as aranhas e os escorpiões, estes insetos também oferecem risco, pois seu veneno em poucos minutos podem levar uma criança a morte.
    telas mosquiteira jundiai
    telas mosquiteiro jundiai
    telas mosquiteira São Paulo
    telas mosquiteiro São Paulo
    telas mosquiteira granja viana
    telas mosquiteiro granja vinana
    telas mosquiteira cotia
    telas mosquiteiro cotia
    telas mosquiteira sao paulo
    telas mosquiteiro sao paulo

    A chegada da temporada Primavera/Verão traz consigo a elevação da temperatura e a maior ocorrência de chuvas. Mas não é só isso. As estações mais quentes do ano causam muita dor de cabeça e muitos zumbidos indesejáveis em função das pragas urbanas – pernilongos, baratas, cupins e outros insetos -, que afetam todas as regiões brasileiras.

    Nossa missão é oferecer telas mosquiteiras de qualidade a um preço acessível, fazendo com que as telas mosquiteiras sejam uma opção viável para muitas pessoas.

    telas mosquiteiras Jundiaí
    telas mosquiteiro Jundiai
    telas mosquiteiras jundiai
    telas mosquiteiro industria
    telas mosquiteira restaurante
    telas mosquiteiro restaurante
    telas mosquiteira empresa
    telas mosquiteiro empresa

    ResponderExcluir